Sexta, 24 de Setembro de 2021
33°

Poucas nuvens

Itaú de Minas - MG

Polícia Tentativa de roubo

PM frustra fuga de ladrões de caminhão que seria levado para o Paraguai

Tentativa de seqüestro e roubo ocorreu em Guaxupé

13/09/2021 às 10h13 Atualizada em 13/09/2021 às 12h24
Por: Marcos Claudino Fonte: Correio do Sudoeste
Compartilhe:
Material apreendido em Guaxupé
Material apreendido em Guaxupé

13/09 - Um caminhoneiro, de São Sebastião do Paraíso, quase foi seqüestrado por uma quadrilha, cujo objetivo era roubar o caminhão dele e transportá-lo até ao Paraguai.

 

Conforme informações da Polícia Militar, a vítima, em motorista de 22 anos, acionou a PM na noite de sexta-feira (10), dizendo que recebeu a ligação de uma pessoa querendo contratar seu serviço de transporte e que durante a negociação do trabalho, o suposto contratante explicou que seria um carregamento de latas de tintas e que quando chegasse em Guaxupé explicaria melhor.

 

O caminhoneiro, que reside em São Sebastião do Paraíso, foi até ao Polo Industrial de Guaxupé, onde apareceu um carro VW/Voyage, cor prata, com quatro pessoas. Um dos homens disse que era o contratante e que o motorista deveria entra no carro, para assinar um papel de vistoria. O caminhoneiro desconfiou e ligou para um amigo seu. Quando este chegou, o Voyage foi embora.

 

A Polícia Militar iniciou rastreamento e localizou esse carro saindo do Jardim Aeroporto, em Guaxupé, sentido anel viário. De início, seu condutor não obedeceu a ordem de parada, mas resolver parar quando já estava na rodovia MG-450, próximo da divisa de Minas Gerais com o estado de São Paulo.

 

Um dos abordados confessou que faziam parte de uma quadrilha, cujo objetivo era roubar a carreta Scania, manter o motorista como refém, até que o caminhão chegasse ao Paraguai.

 

A PM prendeu três homens, de 21, 27 e 45 anos, e também uma mulher, de 23 anos.

 

Um revólver calibre 32 foi localizado. Ele teria sido jogado do veículo pelos autores durante a tentativa de fuga.

 

Na chácara que a quadrilha alugou, em Guaxupé, os policiais encontraram dois celulares, além de capacetes, braçadeiras (enforca gato), um colete cor laranja, um papel de vistoria, o contrato de locação da chácara, além de adesivo com o nome de uma empresa de tintas que foi colocado no veículo.

 

Todos os envolvidos são moradores em São Paulo e foram presos em flagrante.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias