Domingo, 17 de Outubro de 2021
30°

Pancada de chuva

Itaú de Minas - MG

Política Câmara Municipal

Secretário municipal vai à Câmara e responde perguntas dos vereadores

Eles queriam saber o motivo da demora da empresa Treat em iniciar suas atividades no imóvel doado pelo município

29/09/2021 às 12h18
Por: Marcos Claudino Fonte: Redação Jornal BNN
Compartilhe:
Secretário Mackson na Câmara Municipal
Secretário Mackson na Câmara Municipal

29/08 - Duas sessões da Câmara Municipal de Itaú de Minas aconteceram nesta terça-feira (28). A presidente, vereadora Cláudia Calixto Simão Fonseca, marcou para às 17h30 uma sessão extraordinária e, em seguida, a reunião ordinária.

 

Na sessão extraordinária, foram apresentadas três Indicações. Já para votação, houve apenas um Requerimento, o de nº 91, de autoria da vereadora Juliana Mattar, que requer informações sobre transformação de cargo de motoristas. O questionamento da vereadora Juliana é “como andam as negociações para transformação de cargos de motorista em motoristas da saúde, visando reconhecer e legalizar o trabalho de servidores concursados na função de condutores de ambulâncias e demais veículos da área de saúde em Itaú de Minas”.

 

Este Requerimento foi aprovado por unanimidade.

 

Já na sessão ordinária, houve a presença de Mackson Antônio da Silva, secretário municipal de Planejamento, Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente. Ele foi convidado pelo Legislativo para falar sobre a doação à empresa Treat Indústria e Comércio de Couros Ltda, de lotes no Distrito Industrial Hertz Aparecido Knauf.

 

Acompanharam presencialmente esta sessão o prefeito, Norival Lima, e alguns secretários municipais.

 

Dentre os questionamentos feitos pelos vereadores ao secretário Mackson, destaca-se qual o motivo da empresa Treat ainda não ter iniciado suas atividades no Distrito Industrial.

 

Mackson respondeu que, para que se faça a escritura, a empresa deu entrada no cartório e junto à Administração Fazendária do Estado para fazer o pagamento do ITCMD (Imposto de Transmissão, Causa Mortis e Doação) e aguarda retorno da Administração Fazendária.

 

Segundo o secretário, enquanto não sair a escritura, a empresa não tem condições de movimentar o local, inclusive, para ligação de água e energia elétrica, as concessionárias vão exigir essa documentação da empresa.

 

O secretário disse ainda que a doação do terreno para a empresa Treat foi na condição dela cumprir o que está na lei e o que está no acordo, caso contrário, o imóvel retorna para o município.

 

Mackson disse também que é esperado que essa documentação para a empresa ter a escritura do imóvel esteja disponível nos próximos dias.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias