12°C 27°C
Itaú de Minas, MG
Publicidade

A covid-19 agora é como a gripe? Calma não é bem assim

Não se engane, as consequências de uma e da outra são bem diferentes

13/06/2023 às 15h39
Por: jbbarbosa Fonte: MSN
Compartilhe:
A covid afeta principalmente os pulmões, no entanto, existem estudos que apontam que ela também é capaz de danificar outros órgãos.
A covid afeta principalmente os pulmões, no entanto, existem estudos que apontam que ela também é capaz de danificar outros órgãos.

Com a declaração do fim da emergência de saúde pública de importância internacional (ESPII), realizada pela Organização Mundial da Saúde, em 5 de maio, algumas pessoas podem pensar que a pandemia acabou.

Mas a verdade é que o espalhamento do Sars-CoV-2 permanece ativo internacionalmente. É um vírus que veio para ficar e ainda merece atenção pelo seu potencial de contágio e o desenvolvimento de doenças respiratórias agudas graves.

Veja quais dicas ainda são válidas e como diferenciar os sintomas de covid de outras doenças respiratórias.

 

Afinal, a pandemia acabou?

 

Pode parecer estranho, mas a pandemia não acabou. O termo pandemia é caracterizado pela capacidade de espalhamento global de um patógeno. Sendo assim, a pandemia se mantém.

Isso não significa que a covid-19 mantenha seus índices de contágio e letalidade, mas sim, que ela continua presente e ativa mundialmente.

Com a disponibilização dos imunizantes, os números de novos casos e de mortes por covid ou por síndrome respiratória aguda grave caíram significativamente.

 

Covid virou gripe?

 

Se com essa pergunta você quer dizer que a covid veio para ficar, sim, a covid permanecerá em circulação, assim como outros vírus respiratórios. Mas se com isso você quer dizer que ela não apresenta mais risco de complicação, o cenário muda.

Apesar dos imunizantes serem muito eficientes, o coronavírus continua em mutação. Sendo assim, algumas cepas podem escapar da imunidade fornecida pelas vacinas causando contaminação que possa gerar consequências moderadas e graves.

Os vírus da gripe, conhecidos como influenza, também tem capacidade para gerar quadros respiratórios graves, no entanto, dificilmente afeta outros órgãos.

Como a covid ainda é relativamente nova, ainda existem muitos estudos em andamento para se compreender os mecanismos da doença, no entanto, sabe-se que outros órgãos, como cérebro e coração, também são afetados durante a infecção pelo coronavírus.

 

Como não confundir a covid-19 com uma gripe?

 

Isso não é uma tarefa fácil. Os sinais e sintomas da covid e da gripe são bastante similares e o fator de desempate sempre será a testagem.

Os vírus responsáveis por causar gripe tem períodos mais curtos de incubação. Em muitos casos, no dia posterior ao contato, os sintomas já podem começar a aparecer.  Já na covid, o tempo de latência do vírus é maior, sendo comum o aparecimento dos primeiros sintomas somente 5 dias após a infecção.

Os sintomas da gripe incluem: febre alta, nariz entupido, dores no corpo, calafrios, tosse com secreção e dor de garganta.

Apesar da similaridade, os sintomas da covid se diferem em relação ao tipo de tosse e acrescenta alguns sintomas.

A tosse decorrente da covid é seca e, nas cepas atualmente em circulação, pode gerar quadros de diarreia, alterações no olfato, paladar e sensação fadiga muscular.

Caso suspeite que possa estar com covid, você pode realizar um teste rápido, disponível nas farmácias. Se os sintomas se agravem, ou persistam por mais de duas semanas, busque ajuda médica.

 

Ainda preciso me prevenir contra covid?

 

Sempre! A melhor forma de combate a qualquer doença será sempre a prevenção.

No caso da covid, em que ainda não há um tratamento específico, é de suma importância o cuidado e a prevenção. Nesse caso, temos como aliados os diversos imunizantes disponíveis nas redes públicas e privadas de saúde.

Há inclusive, uma nova aliada na prevenção, a vacina bivalente, disponível nos postos de saúde, servindo como reforço as doses iniciais.

Assim como ocorreu com as vacinas contra gripe, as vacinas contra covid também entraram no calendário vacinal do SUS (Sistema Único de Saúde).

Outra forma de prevenção é manter sua saúde em dia, garantindo uma boa imunidade. A prática de exercícios físicos e a boa alimentação, auxiliam para que o organismo esteja mais forte para combater quaisquer doenças.

Cuidando de nós, também cuidamos dos outros. Caso esteja com sintomas gripais, prefira usar máscaras e não se esqueça dos cuidados básicos de higiene, como lavar as mãos.

A pandemia não acabou, fique atento aos sinais e sintomas e caso esteja com sintomas persistentes, procure ajuda médica.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Tecnologia e Informação
Sobre o blog/coluna
As informações verdadeiras e o uso racional das redes sociais são aliadas para a qualidade de vida
Ver notícias
Itaú de Minas, MG
21°
Tempo nublado

Mín. 12° Máx. 27°

20° Sensação
2.81km/h Vento
48% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h42 Nascer do sol
05h35 Pôr do sol
Dom 29° 12°
Seg 31° 13°
Ter 31° 14°
Qua 30° 15°
Qui 31° 15°
Atualizado às 10h03
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,81 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 369,950,82 +0,60%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias