Sexta, 24 de Setembro de 2021
33°

Poucas nuvens

Itaú de Minas - MG

Região Caminhoneiros

Acaba o bloqueio nas estradas, mas manifestações de caminhoneiros continuam até domingo (12)

Foi o que disse o presidente Bolsonaro nesta quinta-feira (9)

10/09/2021 às 09h32 Atualizada em 10/09/2021 às 12h23
Por: Marcos Claudino Fonte: Redação Jornal BNN
Compartilhe:
Caminhões ficaram paradas na Mg-050 em Passos. Foto: Helder Almeida
Caminhões ficaram paradas na Mg-050 em Passos. Foto: Helder Almeida

10/09 - O presidente Jair Bolsonaro informou, na live semanal divulgada nas redes sociais nesta quinta-feira (9), que caminhoneiros o avisaram, em reunião no Palácio do Planalto, que vão "manter o movimento" até domingo (12). Segundo Bolsonaro, ele se encontrou com 12 caminhoneiros.

 

Na nossa região, conforme nossa reportagem apurou, a manifestação dos caminhoneiros, que começou no início da noite de quarta-feira (8), terminou na tarde desta quinta (9).Os caminhoneiros se concentraram na MG-050, em Passos, nas proximidades do aeroporto e do antigo recanto geriátrico.

 

Em Varginha, ainda de manhã, os caminhoneiros já começavam a deixar a MGC-491, onde estavam concentrados. Em Poços de Caldas, outro ponto de concentração dos caminhoneiros, a manifestação também terminou nesta quinta-feira (9).

 

Em Guaxupé, a manifestação terminou pouco depois de começar. Teve início por volta das 14h de quarta-feira (8),mas acabou na noite daquele mesmo dia.

 

Diferente do noticiado anteriormente, em São Sebastião do Paraíso não houve paralisação. A associação dos caminhoneiros daquela cidade não aderiu à paralisação.

 

Conforme o Sindicato das Empresas de Transporte do Sul de Minas (Setsul), caminhoneiros autônomos participaram da ação e o sindicato, que representa as empresas, não concorda com o movimento, porque ele não possui uma pauta definida, diferente do que aconteceu em 2018.

 

O que se viu nas cidades foi longas filas nos postos de combustíveis, tanto em Itaú de Minas, quanto nas cidades da região. Os proprietários de veículos, com medo de faltar combustível, estavam abastecendo, mas sem a informação certa se havia ou não paralisação dos caminhoneiros.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias